Telecom Italia diz que fusões e aquisições estão fora da agenda

terça-feira, 23 de setembro de 2008 15:11 BRT
 

Por Stefano Bernabei

ROMA, 23 de setembro (Reuters) - Fusões e aquisições não estão na agenda da Telecom Italia (TLIT.MI: Cotações), e matérias de jornais sobre possíveis acordos são sem fundamento, disse o presidente-executivo da empresa, Franco Bernabe, nesta terça-feira.

A Telecom Italia, quinta maior companhia telefônica da Europa em valor de mercado, está focada em outras prioridades, disse ele. A companhia está lutando com dívidas de longo prazo de 37 bilhões de euros (54,64 bilhões de dólares) e com lucros em declínio.

"Fusões e aquisições não estão em nossa agenda. Nós temos nossas prioridades... e estamos nos concentrando nelas sem perder o foco", Bernabe disse a jornalistas em um evento de negócios. "Nenhum destes rumores é fundamentado".

Uma fonte próxima ao caso disse à Reuters na última semana que a Telecom Italia está trabalhando para conseguir um novo investidor, possivelmente do Golfo, e possivelmente separar sua unidade de linha fixa.

O jornal Corriere della Sera informou na terça-feira que a Telecom Italia estava interessada em uma parceria para se juntar com a operadora de telefonia móvel da África do Sul MTN Group MTNJ.J.

A MTN, maior operadora móvel da África, poderá abrir um crescente mercado para a Telecom Italia, informou o jornal, citando "certos rumores". Um porta-voz da MTN disse que a companhia não comentou sobre a especulação.

O Economic Times, da Índia, informou na última quinta-feira que a Telecom Italia estava próxima de um acordo para investir 2 bilhões de dólares em um empreendimento de telecomunicações da companhia de imóveis Unitech UNTE.BO. A Telecom Italia negou a notícia.

No Brasil, a Telecom Italia controla 100 por cento do capital da TIM TCSL4.SA, terceira maior operadora de celular do país em número de clientes.

(Reportagem de Ian Simpson em Milão e Gugu Lourie em Johannesburgo)