Confiança do consumidor brasileiro despenca em outubro

quinta-feira, 23 de outubro de 2008 08:25 BRST
 

SÃO PAULO, 23 de outubro (Reuters) - A crise financeira global fez mais uma vítima no país: a confiança do consumidor.

De acordo com pesquisa divulgada nesta quinta-feira, o índice de confiança dos consumidores no país amargou um tombo de 10 por cento em outubro, atingindo o menor patamar desde junho de 2006.

"O Índice de Confiança do Consumidor continua sendo influenciado pela volatilidade dos resultados obtidos no quesito que mede a percepção do consumidor em relação à situação econômica em sua cidade", afirmou a Fundação Getúlio Vargas (FGV), responsável pelo levantamento, em nota.

De acordo com a pesquisa, a parcela de entrevistados que consideram a situação econômica local como boa reduziu-se para 10,1%, enquanto a parcela dos que avaliam a situação como ruim subiu para 48,2 por cento, entre setembro e outubro.

O cenário traçado pelos consumidores para os próximos seis meses também é negativo, mostrou a pesquisa.

Entre os entrevistados, o grupo que espera uma melhora da situação econômica diminuiu de 31,3 por cento para 23,1 por cento. Os que projetam uma piora aumentou de 13,1 por cento para 30,6 por cento.

O índice de confiança foi calculado com base em entrevistas feitas em 2.000 domicílios em sete das principais capitais do país. O levantamento foi feito entre os dias 1o e 20 de outubro.

(Reportagem de Renato Andrade, Edição Alberto Alerigi Jr.)