Inflação pesa e consumidor fica mais pessimista

quarta-feira, 23 de julho de 2008 14:02 BRT
 

SÃO PAULO/RIO DE JANEIRO (Reuters) - O consumidor brasileiro não está satisfeito com a atual situação econômica e as perspectivas para o futuro também não são das melhores, mostrou pesquisa divulgada nesta quarta-feira.

A alta da inflação impulsionada pela pressão dos alimentos está deixando o consumidor pessimista, o que provocou em julho a segunda queda consecutiva do índice de confiança da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Depois de cair 6,5 por cento em junho, o índice apresentou uma queda de 4,9 por cento em julho, alcançando o pior nível em quase dois anos.

A queda acumulada nesse dois meses é de 11 por cento, a mais aguda da série histórica iniciada em 2005, segundo cálculos da FGV.

"O índice atingiu um nível baixo, quase de desconfiança... a inflação mais alta está muito presente nesse pessimismo", disse o economista Aloisio Campelo, da FGV.

"A avaliação do consumidor está impregnada pela inflação mais alta que traz uma sensação de piora financeira. O consumidor está vendo que as coisas a sua volta estão mudando para pior, embora a situação da família ainda não esteja sendo impactada", acrescentou.

Segundo a FGV, o pessimismo do consumidor é generalizado e atinge todas as faixas de renda.

"Tanto as avaliações sobre a situação atual quanto as expectativas em relação aos próximos meses foram piores que as realizadas em junho", afirmou a FGV em comunicado.

INFLAÇÃO EM ALTA   Continuação...