ATUALIZA-Divisão do Wal-Mart limita venda de arroz nos EUA

quarta-feira, 23 de abril de 2008 14:10 BRT
 

(Texto atualizado com mais informações de contexto)

NOVA YORK, 23 de abril (Reuters) - A rede atacadista Sam's Club, do grupo Wal-Mart (WMT.N: Cotações), afirmou nesta quarta-feira que está limitando a venda nos Estados Unidos de arroz dos tipos Jasmine, Basmati e Grão Longo para 4 sacos por cliente "devido às recentes tendências na oferta e demanda".

O anúncio ocorreu um dia após a Costco Wholesale (COST.O: Cotações), maior rede de atacado dos Estados Unidos, afirmar que assiste ao aumento da demanda por itens como arroz e farinha porque os clientes, preocupados com a escassez global de alimentos, passaram a estocar os produtos.

O Sam's Club disse que está trabalhando com os fornecedores para enfrentar o problema e garantir o produto no estoque. A rede não está limitando a venda de farinha e óleo no momento.

A Costco afirmou que algumas lojas colocaram limites para itens como arroz e farinha, mas disse que está tentando mudar essas restrições para atender à demanda dos consumidores.

O custo dos alimentos disparou em todo o mundo, puxado pelo aumento da demanda em países emergentes como China e Índia, pela competição com os biocombustíveis, pela alta do petróleo e pela especulação de mercado.

Os preços do arroz nos Estados Unidos e em todo o mundo mais do que dobraram no ano passado, e os futuros do arroz atingiram novo recorde na quarta-feira com a preocupação sobre a oferta apertada.

Barreiras comerciais foram colocadas pela Índia, segunda maior exportadora de arroz em 2007, e pelo Vietnã, terceiro maior, com a expectativa de esfriar os preços em seus mercados domésticos. A Tailândia é a maior exportadora de arroz.

(Reportagem de Nicole Maestri)