Para Airbus, dólar em queda ameaça sobrevivência

sexta-feira, 23 de novembro de 2007 08:59 BRST
 

FRANKFURT (Reuters) - A fraqueza do dólar está ameaçando a sobrevivência da fabricante européia de aviões Airbus, afirmou o presidente-executivo da empresa, Tom Enders, a funcionários, durante discurso em Hamburgo.

Os empregados da companhia, que pertence ao grupo aeroespacial europeu EADS, devem se preparar para futuros cortes de custos da empresa direcionados para ajudá-la a amortecer o impacto da moeda, afirmou o executivo, segundo porta-voz.

"A rápida queda do dólar é um risco de vida para a Airbus", disse Enders em discurso. "A taxa de câmbio ultrapassou a barreira da 'dor'."

Todo o modelo de negócio da Airbus teve de ser revisado já que um "razoável processo de ajuste" não é mais improvável, afirmou Enders, acrescentando que a administração procura medidas radicais que podem ser aplicadas nas próximas semanas.

"Não haverá mais tabus", ressaltou o executivo.

Todos os grandes custos serão examinados, apesar disso não significar cortes adicionais de empregos e fechamento de fábricas, disse o porta-voz.

A Airbus já está cortando 10 mil empregos e vendendo unidades como parte de seu plano Power8 de reestruturação depois que atrasos com o superjumbo A380 levou a companhia a ter prejuízos no final do ano passado. A Airbus argumenta que o dólar fraco favorece sua rival norte-americana Boeing .

O dólar atingiu nível mínimo recorde ante o euro na quinta-feira. No ano, a moeda européia acumula valorização de 12,5 por cento.

A EADS reconheceu no início do mês que seus controversos planos de reestruturação eram inadequados para lidar com a queda do dólar. O grupo afirmou então que teria de obter 1 bilhão de euros (1,48 bilhão de dólares) em novas economias entro e agora e 2010-11.