23 de Janeiro de 2008 / às 14:40 / em 10 anos

BHP amplia produção perto de prazo para proposta por Rio Tinto

Por James Regan

SYDNEY, 23 de janeiro (Reuters) - A mineradora BHP Billiton (BHP.AX) (BLT.L), buscando obter suporte para sua proposta de aquisição da rival Rio Tinto, informou que o aumento na produção de commodities como cobre e minério de ferro acelerou-se no trimestre terminado em dezembro.

O número de toneladas produzidas nas operações da BHP em 25 países estava em grande parte dentro das expectativas dos analistas, que estimam um lucro líquido de 7 bilhões de dólares para a primeira metade do ano fiscal da companhia.

A Rio Tinto, que tenta se defender da proposta da BHP e também procura aproveitar o bom momento do mercado de commodities, afirmou em janeiro que obteve o maior volume já produzido pela empresa de minério de ferro, cobre e outros minerais em 2007, pressionando a BHP para a apresentação de um forte desempenho.

A BHP divulgou um aumento de 16 por cento na produção de cobre e de 9 por cento na de minério de ferro durante o segundo trimestre, em comparação ao mesmo período do ano passado, enquanto as produções de manganês, chumbo, carvão e urânio também sofreram incrementos no segundo trimestre ante os resultados do trimestre anterior.

"Isto lhes dará uma forte vantagem em 2008", afirmou o analista do setor de mineração, Gavin Wendt, da Fat Prophets, em Sydney.

Um dos principais argumentos da BHP para a união das companhias consiste no controle, por ambas as empresas, de minas de minério de ferro e de carvão na Austrália, responsáveis por milhões e milhões de toneladas de minérios vitais para a indústria siderúrgica.

"Temos ampla exposição ao setor siderúrgico por meio do nosso minério de ferro, manganês e das operações de carvão para a metalurgia, e atingimos exportações recordes em todas estas commodities", afirmou a BHP em seu mais recente relatório trimestral sobre a produção.

A Rio Tinto rejeitou a proposta de troca de ações na proporção três para uma, equivalente a 139 bilhões de dólares em novembro, quando foi anunciada, além da promessa da recompra de 30 bilhões em ações, dizendo que prefere aproveitar o bom momento nas commodities minerais por conta própria, reservando bilhões de dólares para a exploração de novas minas.

O analista da DJ Carmichael & Co James Wilson, em Perth, disse que a BHP precisa aumentar a proposta pela Rio Tinto caso deseje conquistar o conselho da rival.

"A proposta na mesa não reflete o potencial de crescimento da Rio, particularmente para o minério de ferro", avaliou Wilson.

Na semana passada, surgiram comentáros sobre a BHP não querer mudar os termos de sua proposta ou estar preparando uma nova, de 3,58 de suas ações e 16,50 dólares australianos em dinheiro por cada ação da Rio Tinto.

As duas empresas recusaram-se a comentar o assunto. A BHP deve lançar uma proposta formal até 6 de fevereiro ou esquecer o assunto por pelo menos seis meses, de acordo com uma decisão de um órgão de aquisições da Grã-Bretanha.

(1 dólar=1,15 dólar australiano)

Reportagem adicional de Fayen Wong

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below