BHP amplia produção perto de prazo para proposta por Rio Tinto

quarta-feira, 23 de janeiro de 2008 12:39 BRST
 

Por James Regan

SYDNEY, 23 de janeiro (Reuters) - A mineradora BHP Billiton (BHP.AX: Cotações) (BLT.L: Cotações), buscando obter suporte para sua proposta de aquisição da rival Rio Tinto, informou que o aumento na produção de commodities como cobre e minério de ferro acelerou-se no trimestre terminado em dezembro.

O número de toneladas produzidas nas operações da BHP em 25 países estava em grande parte dentro das expectativas dos analistas, que estimam um lucro líquido de 7 bilhões de dólares para a primeira metade do ano fiscal da companhia.

A Rio Tinto, que tenta se defender da proposta da BHP e também procura aproveitar o bom momento do mercado de commodities, afirmou em janeiro que obteve o maior volume já produzido pela empresa de minério de ferro, cobre e outros minerais em 2007, pressionando a BHP para a apresentação de um forte desempenho.

A BHP divulgou um aumento de 16 por cento na produção de cobre e de 9 por cento na de minério de ferro durante o segundo trimestre, em comparação ao mesmo período do ano passado, enquanto as produções de manganês, chumbo, carvão e urânio também sofreram incrementos no segundo trimestre ante os resultados do trimestre anterior.

"Isto lhes dará uma forte vantagem em 2008", afirmou o analista do setor de mineração, Gavin Wendt, da Fat Prophets, em Sydney.

Um dos principais argumentos da BHP para a união das companhias consiste no controle, por ambas as empresas, de minas de minério de ferro e de carvão na Austrália, responsáveis por milhões e milhões de toneladas de minérios vitais para a indústria siderúrgica.

"Temos ampla exposição ao setor siderúrgico por meio do nosso minério de ferro, manganês e das operações de carvão para a metalurgia, e atingimos exportações recordes em todas estas commodities", afirmou a BHP em seu mais recente relatório trimestral sobre a produção.

A Rio Tinto rejeitou a proposta de troca de ações na proporção três para uma, equivalente a 139 bilhões de dólares em novembro, quando foi anunciada, além da promessa da recompra de 30 bilhões em ações, dizendo que prefere aproveitar o bom momento nas commodities minerais por conta própria, reservando bilhões de dólares para a exploração de novas minas.   Continuação...