CÂMBIO-Dólar segue piora do cenário externo e opera em alta

quarta-feira, 23 de janeiro de 2008 10:50 BRST
 

(Texto atualizado com cometários de analista e mais informações)

SÃO PAULO, 23 de janeiro (Reuters) - O dólar operava em alta na manhã desta quarta-feira, atento aos movimentos dos mercados externos.

Às 10h47, a moeda norte-americana BRBY subia 0,89 por cento, a 1,809 real. Na véspera, a moeda fechou cotada em queda de 2,02 por cento, quando o mercado absorvia de forma positiva o corte de 0,75 ponto percentual da taxa de juro do Federal Reserve.

Segundo Gerson de Nobrega, gerente da tesouraria do Banco Alfa de Investimento, o mercado cambial está acompanhando a movimentação das bolsas de perto, que ainda procuram avaliar o tamanho do impacto da crise norte-americana e a eficácia das ações para combater uma possível recessão.

Nesta manhã, as bolsas européias operavam em queda, enquanto que em Wall Street, os índices futuros também apresentavam números negativos.

"A decisão (do Fed) não foi uma ação uniforme com outros bancos (centrais)", disse o gerente, acrescentando que isso dá espaço para as chamadas operações de abritragem, onde os investidores atuam nas diferenças entre as taxas de juros de diferentes países.

"Na semana que vem deve vir mais cortes de juros lá fora, isso tende a atrair dólar", disse Nobrega, mas ressaltou que com essa volatilidade, o mercado todo fica receoso, observando atentamente a divulgação dos balanços corporativos e os indicadores econômicos norte-americanos.

Nesta sessão, o mercado doméstico ainda espera a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom), na qual os analistas avaliam que a Selic se manterá em 11,25 por cento ao ano.

(Por Fabio Gehrke; edição de Cláudia Pires)