Bombardeiro B-2 dos EUA cai em base aérea no Pacífico

sábado, 23 de fevereiro de 2008 10:16 BRT
 

HAGATANA, Guam (Reuters) - Um bombardeiro B-2 dos Estados Unidos caiu na base aérea de Andersen, em Guam, no Pacífico, pouco depois de decolar. Os dois pilotos da aeronave ejetaram em segurança, informou a Força Aérea dos EUA.

"Eles estão em observação por médicos e estão em bom estado", informou a Força Aérea. Um inquérito será aberto para avaliar porque o avião, que custa quase 1,2 bilhão de dólares, caiu.

Guam, um território norte-americano estratégico no Pacífico, tem presença de bombardeiros desde março de 2004 e B-52s, B-2s e B-1s usam a base como escala entre os Estados Unidos.

A aeronave que caiu em Guam estava baseada na base aérea de Whiteman, no Estado norte-americano de Missouri.

O B-2 pode passar despercebido pela maioria dos sinais de radar, tornando difícil sua detecção por sistemas de defesa. O avião tem um alcance de 6 mil milhas náuticas (11.112 quilômetros) sem precisar de reabastecimento, segundo a Força Aérea dos EUA.

Os bombardeiros B-2 foram usados em missões no Afeganistão, Iraque e Sérvia.

Guam tem presença de forças norte-americanas desde 1898, quando os EUA capturaram o território antes espanhol.

Os Japão ocupou a ilha durante a Segunda Guerra Mundial, mas os EUA a recapturaram, construindo uma base aérea no local que viu intensa movimentação de bombardeiros durante as guerras da Coréia e do Vietnã.

Os EUA planejam transferir 8 mil fuzileiros e 10 mil dependentes da ilha japonesa de Okinawa para Guam até 2014, como parte de um realinhamento global das forças do país.

 
<p>Bombardeiro B-2 dos EUA cai em base a&eacute;rea no Pac&iacute;fico. Um bombardeiro B-2 dos Estados Unidos caiu na base a&eacute;rea de Andersen, em Guam, no Pac&iacute;fico, pouco depois de decolar. Os dois pilotos da aeronave ejetaram em seguran&ccedil;a, informou a For&ccedil;a A&eacute;rea dos EUA. Foto do Arquivo. Photo by Hyungwon Kang</p>