FARC confirmam que vão entregar 4 ex-congressistas a Chávez

sábado, 23 de fevereiro de 2008 18:01 BRT
 

BOGOTÁ (Reuters) - Um líder da maior guerrilha de esquerda da Colômbia anunciou no sábado que entregarão ao presidente da Venezuela, Hugo Chávez, quatro ex-congressistas sequestrados há seis anos e não há três, como haviam informado anteriormente.

Iván Márquez, um dos principais dirigentes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), disse que a liberação se fará sem pressões para garantir a segurança dos reféns e dos guerrilheros encarregados da entrega.

"Proximamente entregaremos ao presidente Chávez --já o informamos-- e a Piedad Córdoba não três, mas quatro congressistas, porque resolvemos liberar, além de Gloria Polanco, Orlando Cuéllar e Eladio Pérez, o senhor (Jorge Eduardo) Gechem Turbay", assegurou o líder rebelde.

"O faremos sem pressa mas sem parar. Sem pressões, porque primeiro está a segurança dos liberados e do comando guerrilheiro que deve entregá-los", disse em uma entrevista con à Agência Bolivariana de Imprensa em seu site na Internet (www.abpnoticias.com).

As FARC mantêm sequestrados mais de 40 reféns, incluída a ex-candidata presidencial Ingrid Betancourt e três norte-americanos, e buscam um acordo com o Governo do presidente Álvaro Uribe para trocá-los por 500 rebeldes presos.

Mas posições inflexíveis de ambas as partes têm impedido um acordo para por fim ao drama dos sequestrados, alguns há 10 anos privados da liberdade em acampamentos da guerrilha no meio da selva.

(Reportagem de Luis Jaime Acosta)