PETROBRAS e Petroperú insistirão em plano petroquímico no Peru

quarta-feira, 23 de janeiro de 2008 19:07 BRST
 

LIMA, 23 de janeiro (Reuters) - A Petrobras (PETR4.SA: Cotações) e a estatal Petroperú insistirão em um projeto para construir, no Peru, um complexo petroquímico, direcionado para a produção de amoníaco, informou nesta quarta-feira o presidente da empresa peruana, César Gutiérrez.

"Estamos falando de investimentos entre 800 milhões e 1 bilhão de dólares a fim de produzir cerca de 750 mil toneladas anuais de amoníaco", afirmou Gutiérrez em uma coletiva de imprensa.

"Nossa visão é uma planta que se dirija a fosfato de amônio e outra planta que se dirija a nitrato de amônio", acrescentou.

Ele também relatou que ambas as empresas mudaram um plano prévio de produzir uréia e o direcionaram a vários produtos derivados de amoníaco, utilizados como fertilizantes e explosivos, e outras substâncias como cianeto de sódio, usado na produção mineradora e que o Peru atualmente importa.

O setor de mineração é um setor importante para o Peru, o terceiro maior produtor de cobre e zinco do mundo e o quinto maior de ouro.

(Reportagem de Teresa Céspedes)