CONSOLIDA-Unibanco se antecipa e consegue filtrar queda de ações

sexta-feira, 24 de outubro de 2008 20:40 BRST
 

Por Aluísio Alves

SÃO PAULO, 24 de outubro (Reuters) - O Unibanco UBBR11.SA lançou uma ofensiva nesta sexta-feira para conter o clima de desconfiança do mercado que vinha colocando as ações da companhia no olho do furacão.

O banco antecipou em duas semanas a divulgação de seus resultados do terceiro trimestre, postando um relatório com dados ainda não auditados, detalhando suas operações no mercado de derivativos, justamente o tema que mais está preocupando analistas e investidores, até a terceira semana de outubro.

Além disso, executivos realizaram uma teleconferência com jornalistas no meio da tarde, dando informações sobre operações de crédito, câmbio, inadimplência e posição de liquidez.

Com frases como: "Nossa condição de liquidez é total", "o Unibanco só faz operações de derivativos com empresas que têm conceito A", e "a crise não afetou os depósitos, que continuam crescendo", o vice-presidente Corporativo do banco, Geraldo Travaglia, aparentemente conseguiu acalmar o mercado.

Se não foi suficiente para levar a variação de seus papéis para o azul, num dia em que o principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo .BVSP desabou 6,9 por cento, as iniciativas conseguiram tirar os papéis da linha de tiro.

Depois de terem chegado a desabar quase 23 por cento, as units do banco fecharam o dia caindo 8,7 por cento, cotadas a 10,50 reais.

"Os depósitos têm crescido, estão absolutamente constantes", afirmou Travaglia.

Ele explicou que o banco espera um crescimento de 10 a 15 por cento das operações de crédito em 2009, bem menor do que a previsão anterior.   Continuação...