January 24, 2008 / 8:53 PM / 10 years ago

PANORAMA2-Mercado renova ânimo de olho em ajuda da Casa Branca

4 Min, DE LEITURA

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 24 de janeiro (Reuters) - A montanha-russa nos mercados internacionais apontou para cima nesta quinta-feira, com alta das bolsas de valores em meio à esperança de que a recessão nos Estados Unidos possa ser evitada pelos esforços do governo norte-americano e do Federal Reserve.

Essa expectativa foi reforçada na tarde de quarta-feira, com a notícia de que um órgão regulador de Nova York pressionou grandes bancos a injetar bilhões de dólares nas seguradoras de bônus --mais um setor a sofrer com a crise.

Nesta quinta-feira, o presidente George W. Bush e o secretário do Tesouro norte-americano, Henry Paulson, falaram em "força e resistência" da economia após fecharem um acordo preliminar com a Câmara para o pacote.

O ânimo também foi renovado pelo número menor que o esperado de pedidos de auxílio-desemprego nos EUA.

Em Nova York, os principais índices de ações operavam em alta pouco antes do fechamento.

No mercado brasileiro, que pára na sexta-feira com o aniversário de São Paulo, a Bovespa disparou e o dólar conseguiu encerrar a semana de crise na mesma cotação em que a começou.

Mas a trégua não significou o fim do pesadelo para os bancos. O Société Générale SCGN.PA divulgou que um operador, sozinho, foi responsável por uma fraude de 7 bilhões de dólares --mais do que as últimas baixas contábeis registradas pelo segundo maior banco francês em meio à crise.

O tamanho do rombo fez alguns analistas imaginarem se ele teria sido o responsável pelo terremoto vivido nas bolsas européias na segunda-feira. Um dia depois, o Federal Reserve anunciou um corte inesperado do juro.

Uma fonte do Fed, porém, disse que o banco central norte-americano desconhecia a fraude antes de tomar a decisão.

Veja como encerraram os principais mercados nesta quinta-feira:

CÂMBIO BRBY

O dólar terminou a 1,786 real, em baixa de 2,14 por cento. O volume do segmento interbancário foi de 2,49 bilhões de dólares.

Bolsa .Bvsp

O Ibovespa avançou 5,95 por cento, a 57.463 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 6,47 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS .BR20

Perto do fechamento, o índice de principais ADRs brasileiros operava em alta de 3,94 por cento, aos 32.881 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

Os contratos de depósito interfinanceiro (DI) fecharam em queda na BM&F. O DI janeiro de 2009 recuou a 11,91 por cento, enquanto o DI janeiro de 2010 caiu a 12,74 por cento.

Global 40 braglb40=Rr

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, recuava para 134,2 por cento do valor de face no final da tarde, oferecendo rendimento de 5,42 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS 11EMJ

No final da tarde, o risco Brasil despencava 27 pontos, a 248 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 268 pontos-básicos.

Bolsas Dos Eua

Pouco antes do fechamento, o índice Dow Jones .DJI subia 0,77 por cento, a 12.366 pontos. O Nasdaq .IXIC avançava 1,9 por cento, para 2.359 pontos. O índice S&P 500 .SPX exibia alta de 0,82 por cento, aos 1.349 pontos.

Treasuries De 10 Anos us10yt=Rr

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, recuava e o rendimento subia para 3,67 por cento no final da tarde ante 3,61 por cento na quarta-feira.

(PANORAMA1 e PANORAMA2 são localizados no terminal de notícias da Reuters pelo código PAN/SA)

Edição de Daniela Machado

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below