CONSOLIDA-Tesouro espera melhorar dívida e captar em 2008

quinta-feira, 24 de janeiro de 2008 19:24 BRST
 

Por Isabel Versiani

BRASÍLIA, 24 de janeiro (Reuters) - O Tesouro Nacional prevê uma melhora do perfil da dívida pública federal este ano e avalia que as turbulências externas não serão empecilho para que o Brasil realize emissões externas ainda no primeiro semestre de 2008.

O Plano Anual de Financiamento (PAF) para 2008, divulgado pelo Tesouro nesta quinta-feira, estabelece como metas o alongamento dos prazos das dívidas interna e externa e a elevação da participação dos papéis prefixados e atrelados a índices de inflação --considerados melhores para o gerenciamento da dívida.

O cenário básico considerado pelo Tesouro na formulação do programa levou em conta a "ausência de choques externos significativos" e "espaço para queda da taxa de juros", segundo o relatório divulgado à imprensa.

Ao comentar o programa, o secretário do Tesouro, Arno Augustin, se disse "convencido" da contínua melhoria do perfil da dívida.

"Os objetivos serão alcançados com maior ou menor velocidade dependendo das condições de mercado, mas a tendência é a mesma", afirmou Augustin a jornalistas.

O secretário-adjunto do Tesouro, Paulo Valle, anunciou que o governo pretende fazer nova emissão externa ainda no primeiro semestre do ano.

Segundo Valle, uma "janela de oportunidades" foi aberta na primeira quinzena de janeiro e alguns países emergentes aproveitaram para fazer emissões, mas o Brasil considerou que as condições de mercado ainda podem melhorar.

"O mercado ainda está cobrando um preço adicional", disse. Mas ele ponderou que, embora os prêmios cobrados tenham subido, a taxa nominal está mais baixa do que em momentos do passado em que o Brasil fez captações.   Continuação...