Ministério confirma 10a morte por febre amarela no país

quinta-feira, 24 de janeiro de 2008 23:10 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Ministério da Saúde confirmou nesta quinta-feira mais uma morte por febre amarela no país, o que eleva o número de mortos em decorrência da doença nas últimas semanas para dez.

Embora o ministério não tenha dado mais informações sobre o caso em boletim divulgado em seu site, a Secretaria de Saúde de Minas Gerais confirmou que a vítima de 24 anos, identificada apenas como L.G.C, morreu em Uberlândia na última segunda-feira. Os primeiros sintomas da doença, no entanto, apareceram quando a vítima estava na zona rural de Goiás.

Na terça-feira, foi confirmado mais uma morte por febre amarela no Estado, a de um vigilante que trabalhava no campus rural da Universidade Federal de Goiás (UFGO), que morreu no final do ano passado.

Segundo dados do ministério, já foram confirmados 19 casos de febre amarela no país neste ano. Em 15 deles Goiás é apontado como o provável local em que a doença foi contraída. Em todos os casos de morte pela doença, o Estado também é apontado como o local onde ocorreu a infecção.

Outros cinco casos da doença estão sob investigação e 16 notificações suspeitas foram descartadas.

Apesar de o número de mortes por febre amarela nos primeiros dias deste ano já superar o total de casos fatais da doença registrados no ano passado, autoridades como o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, têm negado repetidamente a possibilidade de uma epidemia da doença no país.

Além disso, o governo tem feito vários apelos para que somente as pessoas que têm viagem marcada para alguma das áreas de risco ou as que vivem ali busquem se vacinar contra a doença.

(Reportagem de Eduardo Simões)