ATUALIZA-Pobreza diminui no Brasil, mas patamar ainda é elevado

quarta-feira, 24 de setembro de 2008 12:24 BRT
 

(Texto atualizado com comentários do presidente do IBGE e coordenadora da pesquisa)

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO, 24 de setembro (Reuters) - O nível de pobreza no Brasil caiu entre 1997 e 2007, mas continua em um patamar elevado, de acordo com levantamento feito pelo Insituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) divulgado nesta quarta-feira.

De acordo com a Síntese dos Indicadores Sociais do IBGE, elaborada com base na Pesquisa Nacional de Amostras por Domicílio (Pnad), a queda na pobreza pode ser verificada pela redução na proporção de brasileiros que viviam em 2007 com rendimento familiar de até meio salário mínimo per capita.

Em 1997, 31,6 por cento das famílias viviam com até meio salário mínimo per capita ao mês, ao passo que em 2007 essa proporção caiu para 23,5 por cento.

Para o presidente do IBGE, Eduardo Nunes, a redução da pobreza reflete a conjunção de vários fatores como o crescimento da economia, a maior formalização do emprego e os programas de transferência de renda, como o Bolsa Família.

"Mas o número de famílias em condições de pobreza ainda é muito expressivo para a riqueza do país", afirmou Nunes.

O levantamento do IBGE mostrou a existência de um número relevante de famílias no país chefiadas por idosos.   Continuação...