Hillary propõe Greenspan como líder de grupo sobre crise

segunda-feira, 24 de março de 2008 10:50 BRT
 

WHITE PLAINS, Estados Unidos (Reuters) - O ex-chairman do Federal Reserve Alan Greenspan e outros especialistas em economia devem determinar se o governo norte-americano deve comprar casas para enfrentar a crise no setor de moradias do país, de acordo com proposta que será feita nesta segunda-feira pela pré-candidata presidencial democrata Hillary Clinton.

Hillary, que é senadora por Nova York, disse que a administração federal do setor imobiliário deve "estar preparada" para comprar, reestruturar e revender hipotecas falidas para reanimar a economia norte-americana.

"Assim como no passado, esse tipo de medida temporária por parte do governo pode dar à economia o impulso de que precisa e às famílias a ajuda de que precisam", dirá a ex-primeira-dama segundo trechos do discurso que fará na Filadélfia nesta segunda-feira.

"Isso não requereria sequer uma nova burocracia do governo, e seria desenvolvido para se autofinanciar ao longo do tempo --então isso não custaria nada aos contribuintes no longo prazo."

A pré-candidata também vai propor que um grupo bipartidário decida se essa abordagem é suficiente ou se o governo dos EUA deve entrar no mercado como um comprador temporário.

Ela sugeriu que esse grupo seja liderado por gurus da economia, como o republicano Greenspan, o democrata e ex-chairman do Federal Reserve Paul Volcker e Robert Rubin, que foi secretário de Tesouro durante o governo do ex-presidente Bill Clinton.

(Reportagem de Jeff Mason)