Volkswagen sente o aumento dos preços das matérias primas

terça-feira, 24 de junho de 2008 09:51 BRT
 

FRANKFURT (Reuters) - A Volkswagen está se preparando para reduzir custos frente ao crescente aumento no preço das matérias primas, mas que mesmo assim ainda espera sentir um aperto, afirmou a maior montadora da Europa nesta terça-feira.

"A partir das perspectivas de hoje, o impacto resultante da redução de custo não irá compensar os preços atuais do mercado", afirmou um porta-voz.

Os comentários da montadora chegam em meio a um movimento de vendas de ações do setor dado os temores renovados acerca dos preços das matérias primas, correntes receios sobre a perspectiva da economia dos Estados Unidos e a força do euro frente ao dólar.

A Volkswagen e outra montadoras geralmente seguram o preço do aço através de contratos de longo prazo, mas enfrenta os aumentos dos preços uma vez que esses contratos precisam ser renovados. A BMW, maior montadora mundial de carros de luxo, espera que as dificuldades sobre os custos mais altos de matérias primas cresçam 12 por cento este ano contra 288 milhões de euros (448 milhões de dólares) em 2007 e 178 milhões de euros em 2006.

As ações da Daimler AG recuavam por rumores de mercado -- que a empresa negou -- de que está reduzindo seu guidance de 2008. Às 9h38 (horário de Brasília) as ações da Daimler cediam 4,2 por cento, enquanto a Volkswagen recuava 2,3 por cento e a BMW perdia 3,4 por cento.

(Reportagem de Jan Schwartz e Hendrik Sackmann)