VALE busca atrair investidores no Oriente Médio e Ásia--Barbosa

segunda-feira, 24 de março de 2008 14:34 BRT
 

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO, 24 de março (Reuters) - A mineradora brasileira Vale (VALE5.SA: Cotações) está buscando atrair investidores de regiões com forte crescimento econômico, como Oriente Médio e Ásia, disse nesta segunda-feira o diretor financeiro da empresa, Fábio Barbosa.

"Queremos aumentar a base de investidores, diversificar... elevar o nosso perfil em outras regiões nas quais se observa maior crescimento das economias e onde empresas como a Vale podem ser interessantes", afirmou ele a jornalistas após participar de seminário sobre a economia brasileira no Rio.

Barbosa disse que recebeu na semana passada a visita de representantes do fundo soberano Qatar Investment Authority, do país árabe, e que tem conversado com profissionais de investimento em outros locais como Emirados Árabes (Abu Dhabi), Kuweit e China.

"Fomos apresentar nosso programa de investimentos e a receptividade foi muito boa", afirmou, sem dar mais detalhes sobre as conversas.

"Fizemos outros contatos com regiões não usuais porque a gente entende que há geração de riquezas no mundo, em particular na Ásia e no Oriente Médio, e temos uma empresa que representa excelente oportunidade de investimento", acrescentou o diretor.

Questionado sobre se a turbulência financeira atual estaria atrapalhando as negociações para a eventual compra da mineradora anglo-suíça Xstrata, Barbosa afirmou que o mercado sabe diferenciar empresas.

"A crise torna o mundo mais restritivo em geral, para qualquer operação, mas cada caso é um caso, cada empresa é um caso", afirmou.

Segundo fontes, a Vale já teria estruturado uma linha de financiamento de aproximadamente 50 bilhões de dólares para a possível compra da Xstrata XTA.L.

Barbosa afirmou ainda que o plano de investimentos da companhia não vai ser alterado pela crise e que a relação de oferta e demanda atual, bastante apertada, continuará estimulando o setor mineral.

(Texto de Marcelo Teixeira; Edição de Roberto Samora)