Deutsche Bank diz que crise de crédito pode afetar seus lucros

quarta-feira, 26 de março de 2008 16:04 BRT
 

Por Jonathan Gould

FRANKFURT (Reuters) - O maior banco alemão, o Deutsche Bank, alertou nesta quarta-feira que os desdobramentos da crise do mercado de crédito podem afetar seus lucros em 2008, o que fez com que suas ações caíssem nesta sessão.

Em seu relatório anual o banco destacou as dificuldades que enfrenta este ano por conta dos problemas nos mercados, com finanças alavancadas e créditos estruturados.

A meta do Deutsche para o ano é de lucros antes de impostos em 8,4 bilhões de euros (13,09 bilhões de dólares), mas o presidente-executivo Josef Ackermann alertou no mês passado que 2008 pode ser "desafiador para nossos negócios relacionados a mercados de capitais".

Analistas vêm reduzindo suas expectativas para os lucros do Deutsche Bank deste ano, com o lucro antes de imposto estimado em 7,1 bilhões de euros, segundo mediana obtida com 15 previsões compiladas pela Reuters Estimates.

"A meta de lucro antes de impostos já não era considerada atingível", afirmou o JP Morgan em nota aos clientes. "Acreditamos que o consenso deva ficar abaixo", colocou o banco de investimento, prevendo lucro de 6,6 bilhões de euros antes de impostos para 2008.

Segundo o Deutsche, seus negócios desaceleraram numa economia em enfraquecimento, especialmente em áreas mais diretamente afetadas pela crise de crédito, como finanças alavancadas ou aquisições corporativas, nas quais possui cerca de 36 bilhões de euros expostos e prevê mais baixas contábeis.

As unidades corporativas e banco de investimento, as mais afetadas diretamente pelas turbulências financeiras, devem sofrer um desaquecimento no curto prazo, segundo o banco.

O Deutsche afirma que permanece bem posicionado no longo prazo para o crescimento, com sua abrangente presença global se beneficiando para a expansão de mercado de capitais e gerenciamento de ativos nos países fora de seu mercado doméstico.