Anatel aprova entrada da Embratel no setor de TV via satélite

quinta-feira, 24 de abril de 2008 18:55 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O conselho da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) autorizou nesta quinta-feira a entrada da Embratel Participações no segmento de TV via satélite por meio de uma licença da tecnologia Direct-to-Home (DTH) para todo o país.

De forma semelhante ao que fez a Telefônica, que no ano passado adquiriu a mesma licença, a Embratel se comprometeu a transportar para o Poder Executivo um canal de programação educacional em todas as escolas públicas federais, estaduais e municipais de ensino fundamental, médio e superior, sem quaisquer ônus.

A empresa também fornecerá um conjunto contendo antena receptora, decodificador e aparelho de TV para duas mil escolas selecionadas pelo governo. O canal educacional também estará disponível em todos os pacotes de programação oferecidos ao público.

Os compromissos assumidos, de acordo com nota da Anatel à imprensa, constarão nos termos da autorização da Embratel TVSat Telecomunicações, como foi chamada a nova divisão. O preço da licença é de 470 mil reais.

A Embratel já tem uma divisão que concentra suas operações de satélite, a Star One, que vende capacidade satelital para emissoras de TV, empresas e operadoras.

A companhia, controlada pela mexicana Telmex, também detém participação minoritária na NET Serviços, que opera serviços de TV paga e de banda larga por um rede de cabos.

Em teleconferência com jornalistas nesta semana, a NET afirmou que a entrada da Embratel no segmento de TV paga será complementar à sua atual rede, e não uma concorrência.

A rede de cabos da NET cobre 79 cidades, enquanto o DTH atinge todo o Brasil.

(Por Taís Fuoco)