Governo conta com dividendos de estatais para superávit maior

terça-feira, 24 de junho de 2008 17:19 BRT
 

BRASÍLIA, 24 de junho (Reuters) - Para cumprir a nova meta de superávit primário do ano, correspondente a 4,3 por cento do Produto Interno Bruto, o governo conta com a possibilidade de elevar em até 4 bilhões de reais os dividendos que as estatais deverão repassar à União em 2008, informou o Ministério do Planejamento nesta terça-feira.

O aperto fiscal maior também demandará um corte orçamentário adicional de cerca de 10 bilhões de reais.

"Nos últimos anos, temos tido uma política de não receber todos os dividendos, até para permitir que as empresas façam investimentos", afirmou Paulo Bernardo, segundo a Agência Brasil. "Provavelmente vamos diminuir essa flexibilidade, vamos querer receber o que aumenta a nossa receita."

No ano passado, o Tesouro recebeu 7 bilhões de reais em dividendos das estatais. Para 2008, a programação original previa que as receitas com dividendos somassem 9,5 bilhões de reais.

O ministro se reúne nesta tarde com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva para discutir as mudanças na programação orçamentária.

Se o bloqueio de 10 bilhões de reais for confirmado, o contingenciamento líquido do Orçamento feito pelo governo até o momento chegará a 24,8 bilhões de reais.

Em abril, o governo promoveu um bloqueio de 19,4 bilhões de reais após reprogramar suas receitas e despesas. Um mês depois, no entanto, o limite de gastos para o ano foi ampliado em 4,6 bilhões de reais.

O governo anunciou no final de maio a elevação da meta fiscal de 3,8 por cento do PIB para 4,3 por cento do PIB.

(Texto de Isabel Versiani; Edição de Daniela Machado)