RPT-Fundo do Banco Mundial para emergentes atrai 35 gestores

quarta-feira, 24 de outubro de 2007 07:17 BRST
 

(Repete matéria publicada na noite de terça-feira)

Por Walter Brandimarte

WASHINGTON, 24 de outubro (Reuters) - Cerca de 35 gestores de fundos, desde "players" locais até grandes casas internacionais, se candidataram para administrar um fundo de 5 bilhões de dólares em títulos de países emergentes nas moedas locais, que o Banco Mundial pretende lançar no começo de 2008.

"Estamos negociando o mandato do gestor. Uma decisão deve ser tomada em novembro", disse à Reuters Oliver Fratzscher, economista-sênior do Banco Mundial.

O Fundo Global de Títulos em Moedas Locais dos Mercados Emergentes (Gemloc, na sigla em inglês) é parte de uma estratégia do Banco Mundial para ajudar os mercados emergentes, abrindo-os a investidores estrangeiros e ao mesmo tempo fornecendo uma melhor fonte de financiamento para os países em desenvolvimento.

"Isso é básico, os países querem desenvolver seus mercados de títulos", disse Michael Klein, economista-chefe da International Finance Corporation (IFC), braço de investimentos privados do banco, a jornalistas durante uma recente apresentação do Gemloc em Washington.

"E aí vocês se perguntam: por que isso não está acontecendo mais rápido e por si só? E aí você cai nessas minúcias regulatórias e nas questões tributárias que estão aí", disse ele, acrescentando que o banco também está oferecendo ajuda para que os países dêem mais fôlego a seus mercados de títulos.

Segundo Jyrki Koskelo, diretor de Mercados Financeiros Globais da IFC, o fundo Gemloc será um "elo vital" entre os níveis macro e micro da economia, pois começa a melhorar os mercados locais de capitais para financiar a expansão dos países em desenvolvimento.   Continuação...