Setor de serviços na zona do euro cresce, manufaturas recuam

quarta-feira, 24 de outubro de 2007 07:44 BRST
 

Por Nigel Davies

LONDRES (Reuters) - O setor de serviços na zona do euro se recuperou de maneira bem mais forte do que o esperado em outubro, depois de ter atingido o menor patamar em dois anos em setembro, mas o ritmo de expansão das manufaturas diminuiu ainda mais, mostrou pesquisa divulgada nesta quarta-feira.

De acordo com o levantamento feito pela RBS/NTC, o índice de atividade do setor de serviços subiu para 55,6 pontos em outubro, ante 54,2 em setembro. Analistas consultados pela Reuters esperavam uma leitura de 54,5 para o índice neste mês.

Ao mesmo tempo, o setor manufatureiro não deu sinais de recuperação. O índice de manufaturas registrou leitura de 51,5 pontos em outubro, uma queda frente aos 53,2 pontos de setembro. Esse é o menor patamar desde agosto de 2005.

Economistas esperavam uma leitura de 53 pontos para o índice do setor manufatureiro da zona do euro.

Os dois indicadores continuam com leituras acima de 50 pontos, que marca a divisão entre crescimento e contração.