Novos tremores abalam região chinesa devastada por terremoto

quinta-feira, 24 de julho de 2008 07:32 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - Pelo menos três fortes tremores atingiram o sudoeste da China na quinta-feira, matando um idoso e ferido mais de 12 pessoas, informou a agência de notícias oficial Xinhua.

Mais de 69 mil pessoas morreram e cerca de 18 mil ainda estão desaparecidas dois meses após um terremoto de magnitude 7,9 atingir a província montanhosa de Sichuan, no dia 12 de maio.

Um tremor de magnitude 5,6 abalou o condado de Qingchuan no nordeste de Sichuan nas primeiras horas da quinta-feira, matando uma pessoa de 60 anos, disse a Xinhua.

Pelo menos quatro pessoas ficaram feridas no condado vizinho de Ningqiang, na província de Shaanxi, incluindo um homem que pulou do segundo andar de um hotel e fraturou o braço esquerdo, disse a Xinhua.

Ainda de acordo com a agência, dois outros tremores ocorridos antes do amanhecer provocaram deslizamentos de terra e bloqueou algumas estradas.

"Os dois puderam ser sentidos e duraram bastante", disse a Xinhua.

Outro abalo, de 6 graus na escala Richter, atingiu a mesma região às 3h09 (horário local) e pôde ser sentido até a metrópole de Chongqing, no sudoeste do país.

Autoridades chinesas alertaram para os difíceis trabalhos de reconstrução, que incluem abrigar milhões de pessoas que perderam suas casas e a reconstrução da economia local.

O revezamento da tocha olímpica, para os Jogos que acontecem em Pequim entre 8 e 24 de agosto, que passaria por Sichuan em junho, acontecerá na província entre os dias 3 e 5 de agosto.

(Reportagem de Guo Shipeng)