Exportações do Japão caem por impacto da crise global na Ásia

quinta-feira, 24 de julho de 2008 07:44 BRT
 

Por Leika Kihara

TÓQUIO, 24 julho (Reuters) - As exportações japonesas caíram inesperadamente em junho pela primeira vez em quase cinco anos, por conta da redução dos embarques para mercados emergentes, que garantiram o crescimento ao longo do primeiro ano da crise global de crédito.

As exportações para outros mercados da Ásia registraram a pior taxa de crescimento dos últimos três anos, com a demanda da China, o maior mercado consumidor de produtos do Japão, expandindo-se em ritmo abaixo da metade do verificado em maio.

Os embarques para os Estados Unidos e Europa registraram as quedas mais acentuadas desde 2003 e 2002, respectivamente, por conta do tombo nas vendas de veículos.

As exportações japonesas recuaram 1,7 por cento em junho na comparação com o mesmo período do ano passado, marcando a primeira queda em 55 meses.

Economistas esperavam um aumento de 3,8 por cento.

Os embarques para a Ásia, que respondem por metade das exportações feitas pelo Japão, subiram 1,5 por cento na comparação anual, o menor ganho desde maio de 2005.

As exportações para os Estados Unidos caíram 15,4 por cento, o maior recuo desde novembro de 2003, enquanto que os embarques para Europa foram 11,2 por cento menores, a maior queda desde março de 2002.

As exportações para Índia, o terceiro maior mercado da Ásia, e Brasil também desaceleraram.