BOLSA EUROPA-Mineradoras e bancos pressionam mercados

quinta-feira, 24 de abril de 2008 08:56 BRT
 

PARIS, 24 de abril (Reuters) - As principais bolsas européias operavam em queda na manhã desta quinta-feira, com os investidores realizando lucros em ações de mineradoras e empresas de energia depois de um recente rali que impulsionado por altas recordes nos preços de commodities.

Às 8h52 (horário de Brasília) o índice FTSEurofirst 300 .FTEU3, que engloba as principais ações da Europa, tinha desvalorização de 1,14 por cento, a 1.298 pontos.

O setor bancário também contribuía no tom negativo do dia conforme os temores de mais baixas contábeis em ativos voltaram a rondar o setor depois que o Credit Suisse CSGN.VX revelou 5,3 bilhões de dólares em baixas contábeis relacionadas ao crédito.

Apesar disso, as baixas contábeis do Credit Suisse vieram em linha com as expectativas do mercado, apesar do banco ter registrado um prejuízo maior que o esperado e com isso as ações da instituição avançavam dois por cento. Enquanto isso, os papéis do Royal Bank of Scotland (RBS.L: Cotações) se desvalorizavam em 4 por cento e as ações do Barclays (BARC.L: Cotações) caíAm 2,7 por cento.

Resultados positivos do grupo suíço de engenharia ABB ABBN.VX e do conglomerado químico-farmacêutico Bayer BAYG.DE ajudavam a conter o mau humor dos mercados.

As ações e mineradoras, de longe o setor de melhor performance até agora neste ano, recuavam, apesar dos fortes preçs dos metais, com a Rio Tinto (RIO.L: Cotações) exibindo queda de 3,7 por cento e a BHP Billiton (BLT.L: Cotações) cedendo 4,3 por cento.

"É um pouco de surpresa ver os preçs de commodities perto de níveis recordes em um contexto onde a redução na atividade econômica tem sido confirmada", disse Romain Boscher, diretor na Groupama Asset Management, em Paris.

A AstraZeneca (AZN.L: Cotações) despencava 3,5 por cento depois de apresentar resultados trimestrais que não conseguiram impressionar o mercado.

  Continuação...