Parlamento cubano aponta sucessor de Fidel neste domingo

domingo, 24 de fevereiro de 2008 10:18 BRT
 

Por Esteban Israel

HAVANA (Reuters) - O Parlamento cubano designará neste domingo o sucessor de Fidel Castro, depositando nas mãos de seu irmão Raúl o desafio de reanimar a economia sem comprometer o socialismo.

Esta será a primeira mudança no poder em Cuba desde 1959, quando Fidel derrotou o ditador Fulgêncio Batista. Não deve acontecer nenhuma surpresa neste dia.

Raúl, que governa interinamente há 19 meses, desde que seu irmão ficou doente, será indicado e eleito como novo chefe de Estado pela Assembléia Nacional, o Parlamento, em uma sessão prevista para começar às 12h (horário de Brasília).

O general de 76 anos se firmou no poder e tem prometido melhoras na qualidade de vida, que tem se deteriorado.

Raúl já deixou claro que não abandonará o regime socialista que ajudou seu irmão a levantar em um país que fica a cerca de 145 quilômetros de distância dos Estados Unidos, o inimigo que pediu, nesta semana, a "abertura política" na ilha.

"O que muda, quando se muda e como se muda é um assunto exclusivo daqueles que fizeram a revolução e de quem hoje a mantém viva", disse no domingo o jornal oficial Juventude Rebelde.

O sentimento comum é que o debate para diagnosticar os problemas de Cuba parece ter despertado em muitos esperanças de mudanças econômicas graduais.

"Ideologicamente não há diferença. Os ideais de Raúl são idênticos aos de Fidel. O que pesa é que cada um tem uma forma diferente de governar", disse Alejandro Ferrás, de 87 anos, que acompanhou em 1953 os irmãos Castro em suas primeiras ações.   Continuação...