Ser credor externo dá mais respeito ao Brasil no mundo, diz Lula

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008 08:29 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O posto de credor externo ajuda o Brasil a ser mais respeitado e dá tranquilidade ao país, disse nesta segunda-feira o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em seu programa semanal de rádio.

Na semana passada, o Banco Central estimou que o Brasil tenha passado a credor externo líquido em janeiro, quando os ativos do país no exterior devem ter superado os passivos em 4 bilhões de dólares.

"Isso significa que o Brasil deu um passo extremamente importante para se transformar definitivamente em um país levado a sério no mundo financeiro", disse Lula.

"(...) isso dá tranquilidade ao país, dá tranquilidade ao governo", afirmou.

A confirmação da estimativa do BC deve ser feita nesta segunda-feira, com a divulgação do relatório de contas externas de janeiro.

O presidente também reiterou que a força da demanda doméstica e a ampla pauta de exportações ajudam o Brasil a passar pela crise de crédito internacional.

(Por Vanessa Stelzer)