PANORAMA2-Setor financeiro derruba bolsas em dia de volume fraco

segunda-feira, 25 de agosto de 2008 17:32 BRT
 

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO, 25 de agosto (Reuters) - O alívio com as gigantes Fannie Mae FNM.N e Freddie Mac FRE.N não bastou para conter o pessimismo do mercado com o setor financeiro, que liderou a queda de cerca de 2 por cento das bolsas em Nova York em uma segunda-feira de volume reduzido de negócios em todo o mundo.

As ações da Fannie Mae e da Freddie Mac foram a surpresa positiva, com alta de 4 e 17 por cento, respectivamente. As duas maiores companhias do setor de hipotecas dos Estados Unidos reagiram após a Freddie vender com facilidade 2 bilhões de dólares em títulos de curto prazo, indicando que as duas têm condições de se manter sem intervenção governamental.

Já o banco de investimento Lehman Brothers LEH.N foi um dos destaques negativos, com baixa de 6,7 por cento, após uma autoridade da Coréia do Sul mostrar preocupação com o interesse de um banco estatal do país em comprar a instituição.

A AIG (AIG.N: Cotações), maior seguradora do mundo, também abalou o mercado ao ter sua estimativa de lucros no terceiro trimestre e o preço-alvo reduzidos pelo Credit Suisse. As ações da AIG chegaram a cair para o menor nível em 13 anos.

"A atual angústia do mercado com o crédito está provocando alguma fuga para ativos mais seguros, mas o volume de negócios está bem fraco", disse Kim Rupert, diretor-gerente de análise global de renda fixa da Action Economics, em San Francisco.

A diminuição do volume de operações em todo o mundo ocorreu em parte por causa de um feriado bancário na Grã-Bretanha.

No Brasil, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) teve o menor giro desde setembro de 2007.

  Continuação...