Compra da Xstrata falha, mas Vale deixa "porta aberta"

terça-feira, 25 de março de 2008 21:25 BRT
 

Por Roberto Samora e Daniela Machado

SÃO PAULO (Reuters) - Sem conseguir um acordo para comprar a mineradora Xstrata, a Vale anunciou nesta terça-feira que encerrou as negociações para a aquisição da companhia anglo-suíça. Mas a gigante brasileira sinalizou que pode fazer nova tentativa mais para frente.

"Não é bom nem para eles nem para nós ficar com a operação em suspenso", disse a jornalistas o presidente da Vale, Roger Agnelli, após a divulgação do anúncio da empresa. "Por ora, está bom do jeito que está. Quando tiver que retomar, a porta está aberta."

Agnelli negou que o fim das negociações tenha sido motivado por problemas de financiamento para a operação. Segundo ele, a questão central foi a comercialização do minério.

"Nós não estamos precisando comprar e eles não estão precisando vender", resumiu. Ele ressaltou que a Vale conversa com outras empresas e tem interesse em companhias nas áreas de cobre e carvão.

No comunicado que anunciou o fim das negociações, a Vale disse avaliar que sua oferta pela Xstrata "criaria considerável valor para os acionistas de ambas empresas", o que foi repetido pela companhia anglo-suíça.

"Embora a Vale e a Xstrata continuem a acreditar que a combinação das duas companhias poderia representar um valor significativo a seus acionistas, nós não fomos capazes de alcançar um acordo. Decidimos mutuamente, portanto, encerrar as discussões", afirmou o presidente-executivo da Xstrata, Mick Davis, em uma nota.

A Vale havia feito uma oferta para adquirir 100 por cento da Xstrata, e o pagamento seria feito em dinheiro e ações.

Além da declaração de Agnelli, a sinalização de uma possível nova investida aparece também no comunicado divulgado pela Vale.   Continuação...

 
<p>Logotipo da mineradora anglo-su&iacute;&ccedil;a Xstrata, na sede da empresa em Zug, Su&iacute;&ccedil;a. Sem conseguir um acordo para comprar a mineradora Xstrata, a Vale anunciou que encerrou as negocia&ccedil;&otilde;es para a aquisi&ccedil;&atilde;o da Xstrata. Photo by Michael Buholzer</p>