PANORAMA1-Mercado digere dados de inflação e tom de Meirelles

segunda-feira, 26 de maio de 2008 07:59 BRT
 

SÃO PAULO, 26 de maio (Reuters) - A semana que fecha o mês e antecede a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) reserva mais indicadores de inflação no Brasil e importantes dados nos Estados Unidos. Por aqui, os investidores acompanham o IPCA-15 e o IGP-M de maio, além de digerir comentários do presidente do Banco Central.

Henrique Meirelles disse à Agência Brasil durante o final de semana que, diante da inflação, "o Banco Central agiu a tempo e a hora e está agindo e está preparado para continuar a agir. Portanto, a nação pode estar tranquila de que o Banco Central vai manter a inflação na meta".

"Usando a analogia do tiro ao alvo, o Banco Central sempre mira na meta. Depois do tiro disparado pode haver um vento forte que desvie um pouquinho a bala. Mas a próxima bala vai ser de novo atirada em direção à meta", disse.

Meirelles praticamente descartou o aumento dos depósitos compulsórios como forma de ajudar a combater a inflação. "O Brasil tem compulsórios elevados em termos internacionais. Já está bastante acima da média e dos máximos praticados em outros países."

Os Estados Unidos páram nesta segunda-feira pelo feriado do Memorial Day. Nos próximos dias, no entanto, a agenda é carregada, com mais uma leitura do PIB do primeiro trimestre e a importante medida de inflação PCE.

Para a agenda do dia, clique [nN23201134]

Veja como encerraram os principais mercados na sexta-feira:   Continuação...