Morales anuncia que Lula visitará Bolívia antes do fim do ano

quinta-feira, 25 de outubro de 2007 18:55 BRST
 

LA PAZ (Reuters) - O líder boliviano Evo Morales disse nesta quinta-feira que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva visitará a Bolívia antes do fim do ano para tratar de planos de cooperação bilateral, entre eles um crédito de 35 milhões de dólares para a mecanização agrária boliviana.

Será a primeira visita de Lula à Bolívia desde que Morales chegou ao governo há 21 meses com um programa de nacionalização que atingiu principalmente a Petrobras .

"Ontem chegou a mim uma mensagem do Brasil de que, antes de acabar o ano, o presidente do Brasil, companheiro Lula, vai visitar a Bolívia oficialmente", anunciou Morales em um ato no departamento (Estado) de Cochabamba, transmitido ao vivo pela televisão estatal.

"Temos muitos acordos (...) e um dos temas que trataremos é o tema de crédito que até está garantido: 35 milhões (de dólares) para tratores, não só para municípios e sim para que as pessoas, produtores particulares possam ter acesso ao crédito", acrescentou.

A amizade entre Morales e Lula foi colocada à prova várias vezes no último ano, principalmente por disputas originadas na nacionalização petrolífera e no pedido boliviano de melhores preços pelo gás natural.

Além disso, o governo boliviano rejeitou recentemente um projeto de construção de usinas hidrelétricas no lado brasileiro do Rio Madeira, formado quase inteiramente por rios que nascem e passam pela Bolívia.

Com suas compras de gás, o Brasil é o maior parceiro comercial da Bolívia e destino de aproximadamente um terço das exportações do país, que chegaram a 4 bilhões de dólares ano passado.