America Latina está melhor preparada para turbulência--BCs

sexta-feira, 25 de janeiro de 2008 17:25 BRST
 

SANTIAGO, 25 de janeiro (Reuters) - A América Latina está em melhor forma para enfrentar as turbulências financeiras internacionais se comparado a outras ocasiões, ainda que tenha que persistir em reforçar políticas econômicas, disseram os chefes dos bancos centrais do Mercosul nesta sexta-feira.

Em reunião em Santiago fechada para a imprensa, os presidentes e representantes dos bancos centrais do grupo formado pela Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai, além de Bolívia, Chile, Peru e Venezuela, analisaram o atual contexto macroeconômico global.

Na reunião, concordaram com a necessidade de reforçar políticas como contas fiscais e externas controladas, em ter políticas monetárias coerentes com a estabilidade de preços e esquemas regulatórios que protejam os sistemas financeiros, disse em comunicado o Banco Central do Chile.

"Os assistentes destacaram que, apesar de a América Latina se encontrar hoje em uma melhor situação que em ocasiões anteriores para enfrentar esses períodos de turbulência, é necessário manter e aprofundar os avanços que se tem feito na institucionalização de políticas macroeconômicas prudentes", afirmou o comunicado.

Durante a reunião, a primeira de três que normalmente se realizam por ano, foram discutidos temas relativos à evolução dos custos do trabalho e da bancarização.

(Reportagem de Rodrigo Martínez)