August 25, 2008 / 2:56 PM / 9 years ago

BOVESPA-Índice segue NY e cai dos 55 mil pts, com Petrobras

3 Min, DE LEITURA

SÃO PAULO, 25 de agosto (Reuters) - A Bolsa de Valores de São abriu a última semana do mês no vermelho, puxada pelas ações de maior peso no índice, que copiavam a tendência negativa de Wall Street.

Às 11h49, o Ibovespa .BVSP registrava declínio de 1,58 por cento, para 54.967 pontos. O volume financeiro de negócios somava apenas 737 milhões de reais.

Segundo profissionais do mercado, os investidores estão preferindo um tom mais cauteloso nos negócios, enquanto aguardavam a divulgação de importantes indicadores da economia dos Estados Unidos. Em Wall Street, o índice Dow Jones .DJI recuava 0,87 por cento.

"Estamos acompanhando lá fora", disse o diretor da Trust Investimentos, Júnior Hydalgo.

Nesta manhã, a Associação Nacional dos Corretores informou que as vendas de casas usadas nos Estados Unidos cresceram 3,1 por cento em julho, em linha com as expectativas do mercado, insuficiente para tirar o foco dos investidores na ata da última reunião do Federal Reserve, que será divulgada na terça-feira.

Em destaque na bolsa paulista, as ações preferenciais da Petrobras (PETR4.SA), as mais importantes do Ibovespa, recuavam 2,55 por cento, a 34,39 reais.

De acordo com analistas, os investidores seguem tensos com as discusssões em torno de uma nova regulamentação para explorar as reservas de petróleo na camada pré-sal.

"Acreditamos num risco político, mesmo que reduzido, que pode levar à desapropriação da camada pré-sal, impedindo a Petrobras de explorar as reservas", disse André Segadilha, gerente de análise da Prosper Corretora, em relatório.

As ações também acusavam a queda na cotação do barril de petróleo CLc1 para a faixa dos 113 dólares.

O movimento negativo, no entanto, era seguido pelo conjunto do mercado. Das 66 ações que compõem do Ibovespa, 49 operavam no vermelho, com destaque para o setor de commodities metálicas.

Companhia Siderúrgica Nacional (CSNA3.SA) caía 2,60 por cento, para 54,05 reais. As preferenciais da Vale (VALE5.SA) recuavam 1,73 por cento, para 37,44 reais.

Em contrapartida, a queda do petróleo permitia um respiro no setor de aviação. As preferenciais da Gol (GOLL4.SA) avançavam 2,13 por cento, para 14,40 reais; enquanto as preferenciais da TAM TAMM4.SA tinham ganho de 1,53 por cento, a 32,48 reais.

Reportagem de Aluísio Alves; Edição de Renato Andrade

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below