ONU alerta Nepal sobre prisão de manifestantes tibetanos

terça-feira, 25 de março de 2008 08:03 BRT
 

Por Gopal Sharma

KATHMANDU (Reuters) - O Nepal reprimiu manifestações contrárias à China e prendeu dezenas de manifestantes na terça-feira, em meio aos alertas da agência de direitos humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) de que a prisão de manifestantes tibetanos sem acusações é ilegal.

O Nepal tem registrado protestos diários contra a China desde 10 de março e centenas de pessoas foram presas desde então.

Na terça-feira, manifestantes foram arrastados pela polícia para vans e caminhões em frente à sede do consulado chinês na capital nepalesa.

A polícia disse que 71 pessoas foram presas e enviadas para diferentes centros de detenção. Um monge foi visto caído no chão após apanhar da polícia.

"Isso é para mostrar nossa solidariedade às pessoas no Tibet", disse o monge Lopsang Semten antes de ser arrastado pela polícia.

Na segunda-feira, autoridades prenderam mais de 400 pessoas em manifestações separadas, levando a agência de direitos humanos da ONU a expressar profunda preocupação e pedir ao governo do Nepal que evite ações ilegais. A unidade nepalesa do Escritório do Alto-Comissariado da ONU para os Direitos Humanos (OHCR, na sigla em inglês) disse no final da segunda-feira que algumas pessoas foram presas nas ruas de Kathmandu baseado na presunção de que tinham certas opiniões políticas e poderiam participar de protestos.

"Algumas prisões constituem uma forma de discriminação ilegal", disse Richard Bennett, representante da OHCR no Nepal.

Mais de 200 mil tibetanos vivem no Nepal desde que deixaram a região himalaia após uma revolta frustrada contra o domínio chinês em 1959. O governo nepalês diz que os tibetanos podem viver no país, desde que não mantenham atividade política no Nepal, que considera o Tibet parte da China, país que é um dos principais doadores para o desenvolvimento econômico nepalês.

REUTERS ES

 
<p>ONU alerta Nepal sobre pris&atilde;o de manifestantes tibetanos. O Nepal reprimiu manifesta&ccedil;&otilde;es contr&aacute;rias &agrave; China e prendeu dezenas de manifestantes  em meio aos alertas da ag&ecirc;ncia de direitos humanos da ONU de que a pris&atilde;o de manifestantes tibetanos sem acusa&ccedil;&otilde;es &eacute; ilegal. 25 de mar&ccedil;o. Photo by Gopal Chitrakar</p>