Agnelli vê dificuldade com Xstrata porque ninguém cede

terça-feira, 25 de março de 2008 17:38 BRT
 

Por Roberto Samora

SÃO PAULO (Reuters) - O presidente-executivo da Vale, Roger Agnelli, afirmou nesta terça-feira que a negociação com a mineradora anglo-suíça Xstrata está difícil de ser finalizada porque as duas empresas não querem abrir mão de algumas questões que consideram fundamentais, como o direito de comercialização sobre os produtos.

"A Xstrata é uma tremenda empresa gerida por um grande profissional que é o Mike Davis, a Glencore é uma grande trading gerida por um cara muito especial, que é o Ivan (Glasenberg), eles não gostam de ceder em nada. Eu não sou tão brilhante assim, mas também não gosto de ceder, então a gente tem que ir conversando", disse Agnelli a jornalistas.

A Glencore é a principal acionista da Xstrata .

Após receber o prêmio "Personalidade de Vendas" de 2007, da Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil (ADVB), Agnelli afirmou, ao ser questionado se os executivos da Xstrata estariam mais flexíveis, que a questão é "criar um negócio que atenda aos dois".

"Qualquer negociação em qualquer lugar do mundo, para ser bem-sucedida, a parte de lá tem que sair um pouco triste e a parte de cá tem que sair um pouco triste."

Indagado se a Vale abriria mão da comercialização de seus produtos, ele afirmou: "Depende. O que coloco pra você é o seguinte: tem algumas questões de filosofia de negócio que a gente não concorda muito. A questão da comercialização é fundamental".

Segundo o presidente da Vale, "poderia até ter alguns entendimentos em ceder algum tipo de comercialização, mas não é uma questão simples e trivial da forma como está estruturada a Xstrata", uma vez que a principal acionista é a trading Glencore, responsável pela comercialização de parte importante dos produtos da mineradora anglo-suíça.

XSTRATA NÃO É PRIORIDADE   Continuação...