Alimentos triplicam alta e impactam inflação medida pelo IPCA-15

sexta-feira, 25 de abril de 2008 09:51 BRT
 

Por Vanessa Stelzer

SÃO PAULO (Reuters) - Refletindo principalmente as elevadas cotações internacionais, os preços dos alimentos triplicaram em abril, pressionando a inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) do mês.

O indicador subiu 0,59 por cento neste mês, seguindo a alta de 0,23 por cento em março, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira.

O número superou a mediana de previsões de 25 analistas consultados pela Reuters, de 0,56 por cento, mas ficou dentro da faixa de estimativas de 0,50 a 0,63 por cento.

Os preços do grupo Alimentos subiram 1,28 por cento no mês, ante alta de 0,40 por cento em março, contribuindo com 0,28 ponto percentual do IPCA-15 do período.

Os produtos com maiores variações positivas foram os que contêm insumos negociados nos mercados externos de commodities, que bateram recordes recentemente. Todos os derivados de trigo, por exemplo, tiveram aceleração dos preços.

"Vários produtos apresentaram alta, com destaque para o pão francês, que ficou 6,95 por cento mais caro em abril, constituindo-se na maior contribuição individual: 0,08 ponto percentual", disse o IBGE em nota.

Os custos do óleo de soja saltaram 8,82 por cento e os farinha, 3,71 por cento.

Outros itens que contribuíram para a aceleração da inflação foram álcool (alta de 1,36 por cento), gasolina (0,54 por cento) e energia elétrica (1,30 por cento).   Continuação...