Alimentos pressionam e IPCA-15 sobe 0,90% em junho

quarta-feira, 25 de junho de 2008 09:37 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Os preços de alimentos garantiram mais uma vez um avanço acima do esperado para a inflação no país, o que reforça as preocupações do Banco Central e fortalece as expectativas de continuidade do ciclo de aperto monetário.

A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) registrou alta de 0,90 por cento em junho, superando as estimativas do mercado, segundo dados divulgados nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em maio, o IPCA-15 tinha subido 0,56 por cento.

A mediana das estimativas de 30 instituições financeiras consultadas pela Reuters indicava taxa de 0,78 por cento para o IPCA-15 de junho.

"Os produtos alimentícios mantiveram a trajetória de alta com 2,30 por cento em junho, bem acima do resultado de 1,26 por cento de maio, e acumularam 8,62 por cento no primeiro semestre do ano", informou o IBGE em comunicado.

No ano, o IPCA-15 acumula elevação de 3,67 por cento. Nos últimos 12 meses, o avanço foi de 5,89 por cento.

O IPCA-15 é tido como uma prévia do IPCA, o índice que serve de referência para a meta de inflação do governo.

A metodologia de cálculo é a mesma, apurando a variação de preços para famílias com renda de até 40 salários mínimos em 11 regiões metropolitanas do país. A diferença está no período de coleta, já que o IPCA mede o mês calendário.

(Reportagem de Renato Andrade; Edição de Daniela Machado)