25 de Outubro de 2007 / às 09:20 / 10 anos atrás

Crescimento da China tem leve desaceleração, mas juro deve subir

<p>c. A taxa de crescimento da China desacelerou levemente no terceiro trimestre, mas n&atilde;o o suficiente para dissipar as expectativas de novos aumentos do juro. Photo by Claro Cortes Iv</p>

Por Jason Subler e Zhou Xin

PEQUIM (Reuters) - A taxa de crescimento da China desacelerou levemente no terceiro trimestre, mas não o suficiente para dissipar as expectativas de novos aumentos do juro ou adoção de outras medidas para evitar um superaquecimento.

A taxa anual de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) ficou em 11,5 por cento no terceiro trimestre, em linha com as estimativas, ante avanço de 11,9 por cento no segundo trimestre, a maior taxa apurada em 12 anos, informou a agência de estatísticas do país nesta quinta-feira.

Se o curso for mantido, a China terá neste ano o maior crescimento verificado desde 1993, quando a economia do país teve uma expansão de 13,1 por cento, o que pode fazer com que o país tire da Alemanha a posição de terceira maior economia do mundo.

“Eu espero um aumento do juro a qualquer momento. É seguro dizer que haverá mais um aumento neste ano. Eu não ficaria surpreso se tivéssemos dois”, afirmou Chris Leung, economista da DBS, em Hong Kong.

Ao longo dos três trimestres do ano, o PIB chinês cresceu 11,5 por cento frente ao mesmo período do ano passado, virtualmente garantindo que 2007 será o quinto ano consecutivo de crescimento à taxa de dois dígitos.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below