June 25, 2008 / 2:15 PM / 9 years ago

BOVESPA-Antes de Fed, Barclays anima mercado e índice sobe 0,9%

3 Min, DE LEITURA

SÃO PAULO, 25 de junho (Reuters) - Após consumir quase totalmente os ganhos acumulados no ano, a Bolsa de Valores de São Paulo exibia recuperação nesta quarta-feira, enquanto os investidores aguardam a definição do rumo do juro dos Estados Unidos, que será divulgado à tarde.

Às 11h10, o Ibovespa .BVSP assinalava valorização de 0,91 por cento, aos 64.753 pontos. O volume financeiro de negócios somava 788 milhões de reais.

De acordo com profissionais do mercado, o tom positivo dos negócios era pautado pela notícia de que o Barclays vai levantar 8,9 bilhões de dólares em uma emissão de ações, o que alimentou as esperanças de Wall Street de que outros bancos norte-americanos poderão fazer o mesmo, aliviando os efeitos devastadores da crise de crédito nos Estados Unidos.

Com isso, o setor financeiro carregava o índice Dow Jones .DJI da Bolsa de Nova York, para uma alta de 0,33 por cento.

À tarde, o Federal Reserve anuncia a nova taxa básica norte-americana, hoje em 2 por cento. A expectativa média do mercado é de que o juro seja mantido, mas a maior expectativa é de que a autoridade monetária dê alguma indicação sobre o rumo da política monetária nos próximos meses.

"Os investidores se fiavam nos indicadores internacionais porque não houve novidades nos domésticos", disse Àlvaro Bandeira, diretor da corretora Ágora.

O profissional referia-se ao Relatório de Inflação do Banco Central. No documento, divulgado pela manhã, a autoridade monetária admitiu que a inflação brasileira deve superar o centro da meta em 2008 e 2009.

"Isso já tinha sido antecipado pelo mercado", disse Bandeira.

Com isso, 43 das 66 ações do Ibovespa registravam valorização. O movimento tinha endosso das ações mais importantes do índice. As preferenciais da Petrobras (PETR4.SA) subiam 0,87 por cento, a 44,15 reais, enquanto as preferenciais da Vale (VALE5.SA) avançavam 0,98 por cento, cotadas a 48,68 reais.

Estrangeiros

O saldo das negociações realizadas por investidores estrangeiros nos mercado à vista da Bovespa nos primeiros 20 dias de junho mostrou saída líquida de 6,94 bilhões de reais. O ciclo de forte saída de recursos de não residentes começou em 20 de maio.

Desde então, as vendas de ações de ações realizadas por estes investidores superaram as compras em mais de 10 bilhões de reais. Com isso, o saldo acumulado no ano reverteu e passou a ficar negativo em 6,18 bilhões.

Reportagem de Aluísio Alves; Edição de Cláudia Pires

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below