Lula eleva benefícios do Bolsa Família em 8%

quarta-feira, 25 de junho de 2008 13:30 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva concedeu reajuste de 8 por cento no valor dos benefícios do Bolsa Família, informou nesta quarta-feira o ministro do Desenvolvimento Social, Patrus Ananias.

O aumento, segundo o ministro, compensa o impacto da alta dos alimentos e terá início em julho. Ele não foi claro sobre o efeito nas contas do ministério. Disse apenas que os investimentos no programa passam de 10,5 bilhões de reais para 10,9 bilhões de reais.

O ministro havia levado ao presidente Lula pedido de reajuste de 6 por cento, que seria o índice próximo à alta da inflação nos últimos 12 meses correspondente ao período desde o aumento anterior, realizado em julho do ano passado.

"Foi uma decisão tomada pelo presidente e foi realizada ouvindo a área econômica e a Casa Civil, considerando a responsabilidade fiscal. Queremos manter a estabilidade econômica do país e o controle da inflação", disse Patrus.

O aumento será concedido menos de quatro meses antes da realização das eleições municipais.

"Nós não podemos condicionar os direitos básicos ao período eleitoral. Ocorreu o aumento dos alimentos e as pessoas pobres, como diz o presidente Lula, não serão penalizadas", reagiu Patrus.

O Bolsa Família atinge 11,1 milhões de famílias ou 45 milhões de pessoas.

Os benefícios variam de 18 a 172 reais por mês que são pagos a famílias com renda per capita de até 120 reais.

(Reportagem de Carmen Munari)