Telefónica reitera previsões apesar de desaceleração da Espanha

quarta-feira, 25 de junho de 2008 16:20 BRT
 

ZARAGOZA, Espanha (Reuters) - O presidente mundial do grupo Telefónica, Cesar Alierta, reiterou as previsões para o desempenho da companhia em 2008 nesta quarta-feira, apesar do desaquecimento na economia espanhola.

"A Telefónica está acostumada a nadar contra a corrente e estamos no caminho para atingir nossas metas em 2008", disse Alierta a jornalistas durante uma conferência em Zaragoza.

Para todo o ano, a empresa de telecomunicações espanhola estima um aumento entre 7,5 e 11 por cento em seu lucro operacional antes de depreciação e amortização (OIBDA), além de uma elevação entre 6 e 8 por cento nas receitas.

Na Espanha, o grupo prevê que a receita cresça de 2 a 3,5 por cento e que o OIBDA aumente entre 6 e 8 por cento.

Alierta disse que o grupo deverá atingir as previsões nos seus três principais mercados: Espanha, Europa e América Latina.

No Brasil, a companhia opera telefonia fixa por meio de uma concessão em São Paulo e ainda divide em partes iguais o controle da Vivo, maior operadora de celular do país, com a Portugal Telecom.

Sobre o plano de recompra de 100 milhões de ações da companhia, Alierta disse que a Telefónica espera antecipar o programa, cujo prazo anterior era até o final de 2008, diante da recente queda no valor dos papéis.

A Telefónica informou em maio que 35,7 por cento do volume previsto no programa de recompra haviam sido atingidos até dia 13 daquele mês.

Em relação ao lançamento do iPhone 3G da Apple no Reino Unido e Espanha, Alierta informou que 300 mil clientes já fizeram o pré-registro para adquirir o modelo. A empresa lança o aparelho nos dois países no dia 11 de julho.   Continuação...