25 de Agosto de 2008 / às 10:28 / em 9 anos

PANORAMA1-PIB dos EUA e vaivém de commodities estão no radar

SÃO PAULO, 25 de agosto (Reuters) - A semana carregada de indicadores norte-americanos e a volatilidade dos preços das commodities, em especial do petróleo, demandam atenção extra dos investidores.

Entre os dados mais esperados nos Estados Unidos estão a ata da última reunião do Federal Reserve, na terça-feira, e mais uma leitura do Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre, na quinta-feira.

A expectativa de Wall Street é de que a nova estimativa mostre crescimento mais acelerado, de 2,7 por cento frente à taxa de 1,9 por cento divulgada no final de julho para o período de abril a junho.

Além disso, o governo divulga na sexta-feira o relatório de gastos e consumo pessoais que traz uma das medidas de inflação mais acompanhadas pelo Fed: o índice PCE.

Como se não bastasse, o vaivém das commodities pode não dar trégua. Na sexta-feira passada, o indicador Reuters-Jefferies CRB .CRB caiu 2,7 por cento, um dia após ter fechado em alta de quase 4 por cento.

No Brasil, entre as divulgações previstas está a do resultado fiscal de julho. Nesta segunda-feira, o Banco Central publica relatório sobre as operações de crédito no país, também referente ao mês passado.

Para a agenda do dia, clique [nN25440962]

Veja como encerraram os principais mercados na sexta-feira:

CÂMBIO BRBY

O dólar terminou a 1,629 real, em alta de 1,18 por cento. O volume no segmento interbancário foi de 4,665 bilhões de dólares.

BOLSA .BVSP

O Ibovespa caiu 0,15 por cento, a 55.850 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 3,38 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS .BR20

O índice de principais ADRs brasileiros fechou em baixa de 1,37 por cento, aos 33.380 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

Os contratos de depósito interfinanceiro (DI) fecharam em alta na BM&F. O DI janeiro de 2009 avançou a 13,85 por cento, enquanto o DI janeiro de 2010 subiu a 14,69 por cento.

GLOBAL 40 BRAGLB40=RR

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, operava estável no final da tarde, a 131,875 por cento do valor de face, oferecendo rendimento de 5,44 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS 11EMJ

No final da tarde, o risco Brasil cedia 3 pontos, a 238 pontos-básicos. O EMBI+ estava em 298 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones .DJI subiu 1,73 por cento, a 11.628 pontos. O Nasdaq .IXIC avançou 1,44 por cento, para 2.414 pontos. O índice S&P 500 .SPX exibiu alta de 1,13 por cento, aos 1.292 pontos.

TREASURIES DE 10 ANOS US10YT=RR

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, recuava e o rendimento subia para 3,87 por cento no final da tarde ante 3,83 por cento na quinta-feira.

(PANORAMA1 e PANORAMA2 são localizados no terminal de notícias da Reuters pelo código PAN/SA)

Por Daniela Machado; Edição de Renato Andrade

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below