"Você é igualzinho a mim", canta Chávez a Bush

quinta-feira, 25 de setembro de 2008 08:18 BRT
 

PEQUIM, 25 de setembro (Reuters) - O presidente venezuelano, Hugo Chávez, fez uma curta "serenarta" ao presidente norte-americano, George W. Bush, cantando "você é igualzinho a mim" sobre o homem que ele já chamou de burro e diabo.

O venezuelano disse que a crise financeira mundial forçou o presidente norte-americano a reconhecer falhas do sistema econômico, que Chávez diz ter apontado por anos.

"Estou falando como o Bush, mais ou menos. Que novidade!", disse Chávez, depois de citar o aviso de Bush de que os Estados Unidos estão no meio de uma grave crise financeira, que pode empurrar a economia para uma recessão de longo prazo.

Depois, ele chocou os jornalistas com um tom mais brando, para, em seguida, voltar às críticas a Bush, dizendo que o regime "imperialista" é o responsável pela crise.

"O presidente dos Estados Unidos finalmente reconheceu que há uma crise... que eles são os responsáveis pelo colapso que está acontecendo no mundo agora, o tsunami financeiro", disse o presidente da Venezuela em uma coletiva de imprensa em Pequim.

"O socialismo é a única rota para a salvação do mundo", proclamou.

Chávez defende que o sistema econômico socialista da Venezuela, baseado em grandes empresas estatais, protege o país do tumulto que assola os mercados.

Intitulando-se maoísta, Chávez está na China com o objetivo de estimular as vendas de petróleo e garantir dinheiro extra para programas de desenvolvimento na China.

(Por Emma Graham-Harrison)