Coréia do Sul faz alerta a KDB sobre compra de banco global

segunda-feira, 25 de agosto de 2008 10:22 BRT
 

SEUL, 25 de agosto (Reuters) - O principal orgão regulador da Coréia do Sul fez um alerta nesta segunda-feira sobre o interesse do banco estatal Korea Development Bank (KDB) em comprar um banco global, declarando que a instituição deveria ser somente uma "incentivadora", deixando bancos privados locais conduzirem qualquer tipo de aquisição.

O KDB anunciou na sexta-feira que estava aberto à aquisição de uma instituição financeira internacional, citando o Lehman Brothers LEH.N como uma de suas opções. Os comentários levaram as ações do Lehman a uma alta de 12 por cento na sexta-feira.

"Eu acho que o KDB deveria ter considerado formar e liderar um consórcio (para comprar o Lehman Brothers)", disse Jun Kwang-woo, presidente da Financial Services Comission (FSC), a repórteres.

"Mas parece muito pesado para uma instituição estatal representar um papel de liderança (na compra de uma companhia estrangeira) e assumir os riscos, que podem ser mais que financeiros".

Aquisições no exterior por companhias sul-coreanas deveriam ser lideradas pelo setor privado e instituições estatais, como o KDB, deveriam representar um "papel de incentivadora", disse Jun.

"Meu ponto é que as instituições estatais devem assumir um papel catalisador ao procurar esses tipos de negócios", acrescentou.

(Reportagem de Kim Yeon-hee)