Controladores da Positivo podem recomprar até 2,29% das ações

quinta-feira, 25 de setembro de 2008 18:56 BRT
 

SÃO PAULO, 25 de setembro (Reuters) - A Positivo Informática POSI3.SA, que lidera a venda de microcomputadores no varejo brasileiro, informou nesta quinta-feira que seus controladores poderão comprar até 2,01 milhões de ações da companhia, equivalentes a 2,29 por cento do capital social da empresa.

A companhia nacional abriu seu capital no Novo Mercado da Bovespa em dezembro de 2006. Ela vende microcomputadores no varejo desde 2004 e lidera as vendas no varejo desde então, segundo dados da consultoria IDC.

As ações, entretanto, perderam boa parte de seu valor desde então. Elas fecharam o dia nesta quinta-feira cotadas a 8,13 reais, com alta de 0,49 por cento, mas era cotadas perto dos 40 reais em janeiro.

Em um encontro com a imprensa na semana passada, o presidente da Positivo, Hélio Rotenberg, afirmou que "uma série de fatores" explica a queda vertiginosa nas ações da companhia.

"Primeiro uma notícia sobre incentivos fiscais para empresas de fora de São Paulo criou confusão e, na dúvida, o investidor vende", disse ele.

Depois a volatilidade da bolsa impediu a volta do investidor e, em seguida, a crise das small caps afastou o investidor estrangeiro.

No comunicado distribuído ao mercado de capitais, a Positivo Informática esclarece que a recompra de ações será feita com a manutenção de pelo menos 25 por cento dos papéis em circulação, uma exigência do Novo Mercado.

(Edição de Vanessa Stelzer)