Em dia morno, dólar fecha em queda de 0,12%

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008 16:34 BRT
 

Por Fabio Gehrke

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em leve queda nesta segunda-feira, em dia de tranquilidade nas bolsas internacionais. Foi a sexta desvalorização consecutiva da moeda norte-americana, num cenário onde os investidores têm aproveitado a diferença entre as taxas de juro interna e externa.

A divisa caiu 0,12 por cento, a 1,706 real, levando a queda acumulada no ano para 4 por cento.

Segundo Mario Battistel, gerente da Fair Corretora, o dólar continua seguindo sua tendência de queda puxado pelas operações de arbitragem.

"Hoje deu até uma revertida, mas foi mais em função de uma realização", disse Battistel, referindo-se à abertura em queda de 0,5 por cento, para depois o dólar ter chegado a operar em leve alta.

Ele ressaltou que a moeda deve ficar, no curto prazo, "rondando perto da barreira piscológica de 1,70 real".

Marcelo Voss, economista-chefe da Corretora Liquidez, lembrou que a desvalorização do dólar é global.

"Hoje o dia está bem tranquilo, tivemos as vendas do imóveis que vieram como o esperado e a qualquer momento pode sair o plano de ajuda para as seguradoras de bônus", disse Voss, se referindo ao dados das vendas de moradias usadas nos Estados Unidos e ao plano de ajuda oferecido por bancos para socorrer a seguradora de bônus norte-americana Ambac Financial .

Em Wall Street, os principais índices acionários acentuavam a alta no final da tarde.

No meio da sessão, o Banco Central realizou um leilão de compra de dólares no mercado à vista, definindo a taxa de corte a 1,7051 real.