Tarso diz que ministros são candidatos à sucessão de Lula

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008 12:32 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O ministro da Justiça, Tarso Genro, afirmou nesta segunda-feira que os ministros com maior exposição pública podem ser candidatos à sucessão presidencial desde que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sinalize neste sentido.

"Entendo que nós que somos ministros do presidente Lula devemos nos mover politicamente à medida que o presidente abrir um movimento em relação a isso, na composição de uma nova frente política a partir de 2008", disse Tarso a jornalistas após visitar um presídio feminino em Bangu, na zona oeste do Rio de Janeiro.

O nome de Tarso Genro vem sendo citado como uma das opções do PT para 2010, ao lado da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff.

"É natural, como tenho exposição pública, que eu apareça indicado aqui e ali", acrescentou o ministro da Justiça.

Tarso, no entanto, ressaltou que não se considera candidato e desautorizou qualquer pessoa a lançá-lo à sucessão de Lula.

"Não sou, não estou preocupado e peço para que meus companheiros não veiculem o meu nome como presumido candidato à Presidência da República. Isso só atrapalha o meu trabalho como ministro da Justiça."

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier, Edição de Mair Pena Neto)