Petróleo nos EUA tem valor de fechamento recorde acima de US$100

terça-feira, 26 de fevereiro de 2008 18:11 BRT
 

NOVA YORK, 26 de fevereiro (Reuters) - O petróleo nos Estados Unidos avançou mais de 1 dólar e marcou um recorde de fechamento nesta terça-feira, subindo pela oitava vez em nove sessões à medida que um fraco dólar e o frio no hemisfério norte impulsionaram o produto acima de 100 dólares por barril.

Na Nymex, o contrato abril CLJ8 encerrou a sessão no recorde a 100,88 dólares por barril, alta de 1,65 dólar, batendo o recorde anterior de 100,74 dólares em 20 de fevereiro.

"O fraco dólar parece ser o maior catalisador para esta alta do petróleo", disse Mark Waggoner, presidente da Excel Futures na Califórnia.

Os contratos foram negociados entre 98,46 e 101,15 dólares, a máxima do dia, que ficou apenas 17 centavos abaixo do recorde de 101,32 dólares atingido no dia 20 de fevereiro.

"O fraco dólar não pode ser ignorado como um fator altista para o petróleo", disse Eric Wittenauer, analista da A.G. Edwards.

Em londres, o petróleo tipo Brent LCOJ8 subiu 1,92 dólar, a 99,61 dólares por barril, operando entre 97,05 para 99,75 dólares, marcando um recorde de alta.

O dólar caiu contra o euro e o iene, atingindo seu menor nível em três semanas frente ao euro, após dados mostrarem que a confiança do consumidor caiu em fevereiro para o pior patamar em 17 anos.

A possibilidade da Rússia interromper o fornecimento da commodity para a Europa e ex-repúblicas soviéticas, a disputa da Venezuela com a Exxon Mobil, as turbulências na Nigéria, a questão do programa nuclear do Irã e a incursão turca no Iraque ainda continuam pressionando os preços do petróleo.

Operadores estão esperando pela decisão da Organização dos Países Exportadores de Petróleo sobre a produção em sua reunião no dia 5 de março.

(Reportagem de Gene Ramos e Robert Gibbons)