RPT-Lula defende reforma tributária com justiça fiscal

sexta-feira, 26 de outubro de 2007 07:20 BRST
 

(Repete matéria publicada na noite de quinta-feira))

BRASÍLIA, 26 de outubro (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que uma proposta de reforma tributária, um dos pleitos do PSDB para aprovar a prorrogação da CPMF, já vem sendo construída pelo governo, junto com deputados, governadores e secretários de Fazenda.

"O problema é que cada um tem uma reforma pronta na cabeça. Estamos tentando construir uma política tributária que não interesse a um Estado, a um município, nem apenas à União, mas que interesse sobretudo ao povo brasileiro. Que faça justiça fiscal nesse país, que possa diminuir a quantidade de impostos e de burocracia", disse Lula a jornalistas, após sancionar a lei que cria novas escolas técnicas e agrotécnicas.

Ao tratar de reforma tributária, Lula também deu um recado aos empresários, com quem se reuniu na quarta-feira, que se queixaram da carga de impostos.

"Essas mesmas pessoas não dizem quanto cresceu a arrecadação de suas empresas... o governo está arrecadando mais, mas as empresas estão ganhando dinheiro como nunca ganharam na história desse país, e muito dinheiro."

Lula disse que a aprovação da CPMF depende de pessoas sérias, "que sabem da importância do tributo", e que é preciso separá-las de quem "só quer fazer carnaval".

No dia em que governo e PSDB iniciaram um entendimento que poderá atrair o apoio dos tucanos à prorrogação do imposto, Lula pareceu agradar o partido e atacar o DEM, que fechou questão contra a CPMF.

"Não dá para abrir mão dessa arrecadação, todos os governadores sabem, inclusive aqueles que estão pensando em ser presidente a partir de 2010", disse Lula.   Continuação...